Seja bem vindo à nossa loja!

As Periquitas

Mais Imagens

As Periquitas
R$39,90

Disponível: Em estoque

Lançada pela Editorial Kalaco, “As Periquitas” reúne trabalhos diversos de autoras nos mais variados segmentos de arte no papel e até na pele. A obra é uma iniciativa da cartunista Crau da Ilha, que também participou de outra publicação pioneira nessa área, a revista O Bicho, editada pelo humorista Fortuna nos anos 70, que foi a primeira revista de cartuns e quadrinhos “não-enlatados” do país.

"A idéia da obra foi uma homenagem a revista de humor O Papagaio, que existiu no começo do século 20. Era feita por desenhistas homens. Quando perguntavam porque não existiam mulheres cartunista, eu sabia que existia, então surgiu a ideia deste projeto. Cheguei a pensar em A Arara, mas havia o Pau-de-arara, da ditadura. Então optei por A Periquita. No singular. Isso foi no milênio passado. Foram chegando mais artistas, e agora virou As Periquitas. A conotação maliciosa está na cabeça das pessoas. É uma revista feita por mulheres de humor e opinião” Comenta Crau.

Adiado na década de 90, o projeto foi retomado após um reencontro nas redes sociais. As Periquitas foi desenvolvida pela pesquisadora de quadrinhos e professora na área de gestão Cristina Merlo. Conta com a presença de colaboradoras de peso como Mariza Dias Costa, Claudia Kfouri, Natalia Forcat, Lorena Kaz, Germana Viana e do cartunista Laerte entre outras artistas de várias gerações e tendências, como a tatuadora Carla Rissatto, que possui um estúdio comandado só por mulheres.

“No ano 2000, Crau me ofereceu o projeto para que o desenvolvesse, já que vivia em contato com as profissionais do setor. No final de 2013, ela me encontra através do facebook: justamente quando havia um editor interessado em produzir A Periquita”, comenta Cristina Merlo.
Descrição

Detalhes

Lançada pela Editorial Kalaco, “As Periquitas” reúne trabalhos diversos de autoras nos mais variados segmentos de arte no papel e até na pele. A obra é uma iniciativa da cartunista Crau da Ilha, que também participou de outra publicação pioneira nessa área, a revista O Bicho, editada pelo humorista Fortuna nos anos 70, que foi a primeira revista de cartuns e quadrinhos “não-enlatados” do país. "A idéia da obra foi uma homenagem a revista de humor O Papagaio, que existiu no começo do século 20. Era feita por desenhistas homens. Quando perguntavam porque não existiam mulheres cartunista, eu sabia que existia, então surgiu a ideia deste projeto. Cheguei a pensar em A Arara, mas havia o Pau-de-arara, da ditadura. Então optei por A Periquita. No singular. Isso foi no milênio passado. Foram chegando mais artistas, e agora virou As Periquitas. A conotação maliciosa está na cabeça das pessoas. É uma revista feita por mulheres de humor e opinião” Comenta Crau. Adiado na década de 90, o projeto foi retomado após um reencontro nas redes sociais. As Periquitas foi desenvolvida pela pesquisadora de quadrinhos e professora na área de gestão Cristina Merlo. Conta com a presença de colaboradoras de peso como Mariza Dias Costa, Claudia Kfouri, Natalia Forcat, Lorena Kaz, Germana Viana e do cartunista Laerte entre outras artistas de várias gerações e tendências, como a tatuadora Carla Rissatto, que possui um estúdio comandado só por mulheres. “No ano 2000, Crau me ofereceu o projeto para que o desenvolvesse, já que vivia em contato com as profissionais do setor. No final de 2013, ela me encontra através do facebook: justamente quando havia um editor interessado em produzir A Periquita”, comenta Cristina Merlo.
Informação Adicional

Informação Adicional

Marca/Fabricante Editora Kalaco
Autor Vários
Formato 21x28
Comentários

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.